Home»Detalhe de Notícias
 
GRAM - Primeiros Socorros a Animais de Companhia

O Gram - Grupo de Ação de Mulheres, com o apoio da Direção do SBN, vai promover no próximo dia 9 de dezembro, sábado, nas instalações da Pinheiro Manso – Residencial Sénior, sita na Rua Pinheiro Manso, nº 137, Porto, com início às 9:30 h e fim previsto para as 17:00 h, com intervalo para almoço entre as 12:30 h e as 14:00 h um Workshop primeiros socorros para animais companhia, na parte da manhã. Da parte haverá uma sessão de reiki para animais seguida de uma exibição de cães de busca e salvamento.

09H30 - Inicio do Workshop de Primeiros Socorros para animais companhia. O workshop será orientado pela Médica Veterinária, Iolanda Sousa, e pela Enfermeira veterinária, Tânia Parchão.
12H30 - almoço
14H00 - Sessão de reiki para animais companhia;
15H00 - Demonstração de busca e salvamento promovidas por cães da K9H
CIOPS - Corpo Intervenção em Operações de Proteção e Socorro;

Esta iniciativa realiza-se com o mínimo de 6 e máximo de 15 participantes, e os preços, (com todo material incluído), são os seguintes:
- Sócios do SBN e agregado familiar(*): 10,00 € 
- Acompanhantes: 12,50 €

(*)Entende-se por agregado familiar, única e exclusivamente, os familiares do sócio, devidamente registados nos SAMS

As inscrições deverão ser efetuadas na Loja de Atendimento do S.B.N. (rua da Fábrica, nº 81, 4050 – 151 Porto) até 30 de novembro de 2017.

Para mais informações contactar a Loja de Atendimento do SBN, através dos telefs. 223 398 817/09/05.

Nota: Se o número de inscrições ultrapassar o previsto (15) e se existirem no mínimo 6 em lista de espera, o SBN promoverá um novo workshop com o mesmo preço, em data e hora a anunciar aos interessadas.

Nota: Só se aceitam desistências, com garantia de reembolso, até ao dia 4 de dezembro, inclusive.


Saudações Sindicais
A DIREÇÃO



Para mais informação, consulte o documento em anexo:
- Circular 94 (Formato PDF)


Associação K9H-CIOPS

A associação K9H-CIOPS - Corpo de Intervenção em Operações de Proteção e Socorro é uma associação sem fins lucrativos, constituída em 19-02-2014, que intervém no âmbito da Protecção Civil, como entidade com dever de cooperação com esta, em articulação com as demais entidades referidas na segunda alteração à Lei n.º 27/2006, de 3 de Julho, que aprova a Lei de Bases da Proteção Civil.

A Associação K9H-CIOPS é composta por uma Força de Busca e Salvamento (F.B.S.), é multidisciplinar tem no seu seio operacionais com formação certificada que nos permite apoiar o socorro, nos seguintes cenários: Cinotécnica K9, Primeiros – Socorros (TAT, TAS e Enfermeiros), Primeiros socorros em animais, Intervenção em pequenos focos de Incêndios, Busca e Resgate em Estruturas Colapsadas. Esta Força de Busca e Salvamento é composta pelas seguintes unidades- UNIDADE CINOTÉCNICA (UK9) - UNIDADE PRIMEIROS SOCORROS E TRAUMA (UPST) - UNIDADE RESGATE E SALVAMENTO TÁTICO (URST) - UNIDADE DE LOGÍSTICA (UL) e num futuro próximo iremos constituir uma UNIDADE BREC vocacionada para a Busca e Resgate em Estruturas Colapsadas.

O K9H-CIOPS encontra-se sediado na freguesia de Águas Santas - Maia onde possui um campo de treinos no sentido de treinar situações a aplicar em teatro de operações.

Animais de Companhia
O que são? Cuidados a ter?

Animal de Companhia é qualquer animal possuído ou destinado a ser possuído pelo homem, designadamente em sua casa, para seu entretenimento e enquanto companhia. (Decreto-lei 314/03, de 17 Dezembro).

O alojamento de cães e gatos em prédios urbanos, rústicos ou mistos, fica sempre condicionado à existência de boas condições do mesmo e ausência de riscos hígio-sanitários relativamente à conspurcação ambiental e doenças transmissíveis ao homem. (Decreto-lei  314/03)

Nos prédios urbanos podem ser alojados até três cães ou quatro gatos adultos por cada fogo, não podendo no total ser excedido o número de quatro animais, excepto se, a pedido do detentor, e mediante parecer vinculativo do médico veterinário municipal e do delegado de saúde, for autorizado alojamento até ao máximo de seis animais adultos, desde que se verifiquem todos os requisitos hígio-sanitários e de bem-estar animal legalmente exigidos.

No caso de fracções autónomas em regime de propriedade horizontal, o regulamento do condomínio pode estabelecer um limite de animais inferior ao previsto no número anterior.

Nos prédios rústicos ou mistos podem ser alojados até seis animais adultos, podendo tal número ser excedido se a dimensão do terreno o permitir e desde que as condições de alojamento obedeçam aos requisitos estabelecidos.


     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN