Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe
 
A concertação necessária?

"Não chores pelo que perdeste; luta pelo que tens. Não chores pelo que está morto, luta por aquilo que nasceu em ti. Não chores por quem te abandonou, luta por quem está contigo. Não chores por quem te odeia, luta por quem te quer. Não chores pelo teu sofrimento, luta pela tua felicidade. Com as coisas que nos vão acontecendo, vamos aprendendo que nada é impossível de solucionar, há apenas que seguir em frente.”

Ainda o Compromisso Tripartido para um Acordo de Concertação a Médio Prazo

Quando se persiste e se aposta no modelo de baixos salários e na desvalorização interna, em vez de se colocar o enfoque na educação e na formação profissional de qualidade e no seu reconhecimento (incluindo salarial), vitais para melhorar a produção, a qualidade da gestão, da organização do trabalho e dos produtos e serviços, o crescimento e a competitividade serão, logicamente, anémicos.

E, se para o desenvolvimento e a recuperação económica do País, é necessário investimento sustentável, ele só é possível com a implementação de medidas que tenham em conta a valorização dos recursos humanos, incluindo salários, e não medidas que acentuem a degradação das condições de trabalho. A qualidade dos serviços prestados pode e deve ser um fator de desenvolvimento da sociedade.

Promover essas condições deve ser – e é – o papel da concertação social.

É urgente um pacto social que englobe toda a sociedade – com os cidadãos e cidadãs, com os trabalhadores e as trabalhadoras, com os sindicatos e as organizações patronais –, para reconstituir as instituições tão abaladas ao longo dos últimos anos, melhorando-as e capacitando-as, no sentido do desenvolvimento económico e social e da salvaguarda dos direitos fundamentais, entre eles o de negociação coletiva.

O Compromisso Tripartido para um Acordo de Concertação a Médio Prazo, agora subscrito pela UGT, é, quanto a nós, um passo necessário e fundamental para a concretização desse objetivo. Temos consciência de que não foi conseguido tudo o que seria desejável. Mas um acordo só existe quando há acordo de todos os intervenientes – neste caso, UGT, Governo e confederações patronais. "Roma e Pavia não se fizeram num dia” e "o caminho faz-se caminhando”.

"É impossível ganhar sem saber perder
Impossível andar sem saber cair
Impossível acertar sem saber errar
Impossível viver sem saber reviver.”
(Anónimo )

"Assim como a simplicidade é a virtude dos sábios e a sabedoria a dos santos, a tolerância é sabedoria e virtude para aqueles – todos nós – que não são nem uma nem outra coisa.”
(Anónimo)

Por isso, sejamos tolerantes… e acreditemos.

     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN