Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe
 
Da vontade de dizer NÃO ao dever de dizer SIM (Parte II)

Pedindo antecipadamente autorização ao signatário do Editorial da Revista “O Bancário” de junho de 2016 pelo plágio do título, proponho-me comentar o Editorial elaborado pelo Diretor-adjunto na referida Revista (representará oficialmente a posição do SBSI ???) e simultaneamente Vice-Presidente da direção do referido sindicato, Horácio Oliveira (HO), a quem me irei referir, com o devido respeito, por H2O, pela dupla qualidade mencionada.
É, assim, este artigo de elevada importância e reflete o pensamento de quem ocupa um lugar de destaque no “maior Sindicato da Federação e aquele que mais contribui para a sua existência”.

Ora refere H2O no seu parágrafo 3º que “Para outros foi o encontro de interesses com óbvia manipulação do jogo por parte da banca …”.
Era importante saber a que outros se refere, tanto mais que H2O é membro relevante na Direção do SBSI, ocupa cargo de destaque na FEBASE e na UGT, ou seja, é legitimo supor que está incluído nesta categoria.
Isto é, deixou-se manipular pelos representantes da Banca. É pena. Mais à frente no seu editorial tece uns comentários sobre a posição dos outros Sindicatos que estiveram à mesa de negociação, nomeadamente, o SBN, que para além de serem injustos, enfermam de algum paternalismo, de falta de rigor, e até de ausência de solidariedade.
Senão vejamos:
- Aquando da luta do Finibanco/Montepio que deslocalizava 50 trabalhadores do Norte para Lisboa, foram mobilizados todos os sindicalistas para uma manifestação na sede do Montepio em Lisboa.
Onde estava H2O e os sindicalistas do SBSI? Eu respondo: MAIORITARIAMENTE ausentes;
- Quem marcou a reunião (de má memória) de trabalhadores do BANIF, para o edifício da Avenida José Malhoa, com a presença de “convidados de honra” da CT do Santander (elementos do MUDAR), sem informar os outros Sindicatos?
Eu respondo: O SBSI e/ou seus representantes.
Já agora - Onde estavam os sindicalistas do SBSI no 1º de Maio de 2016 realizado em Viseu?
Eu respondo: MAIORITARIAMENTE ausentes.
Quanto à solidariedade estamos falados.
A história de 80 anos do Sindicato dos Bancários do Norte na defesa intransigente dos seus associados é bem conhecida por todos os trabalhadores da BANCA.
Numa coisa estou de acordo com H2O: O interesse útil da FEBASE, foi que após 4 anos, conseguiu negociar um ACT. Tão-só!! Quanto à manutenção da FEBASE e eventualmente a constituição de um Sindicato Único, continuo a estar de acordo (isto sim, é solidariedade!) com H2O.
Será que vale a pena abrigarmo-nos da chuva debaixo dum guarda- -chuva, ou chapéu-de chuva, que pretende abrigar vários, mas só um quer ser o dono?
Como diz o nosso povo: H20 mole em pedra dura, tanto bate até que fura.

António José Santos Correia da Silva, sócio do SBN nr. 21 704

     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN