Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe
 
O SAMS e a Médis

Em 1998 deu-se início a um período durante o qual as relações laborais entre os sindicatos verticais e o grupo BCP se pautaram por divergências que alguns consideravam insanáveis. Após intensas negociações foi possível chegar a um entendimento equilibrado sobre a matéria que as partes sempre consideraram ser o ponto fulcral de todo o processo: as relações SAMS/ Médis. Do aprofundamento dessas negociações resultou o acordo para a celebração de um protocolo entre os SAMS dos sindicatos verticais e a Companhia Portuguesa de Seguros (Médis), que entrou em vigor em 1 de janeiro de 2001, o qual permitiu aos colaboradores do grupo BCP aceder indistintamente aos serviços dos SAMS e da Médis. No mesmo protocolo encontram-se estabelecidas as condições em que os serviços de assistência médica e de proteção da doença são proporcionados pela Médis e pelos sindicatos signatários, de entre os quais realçamos:

Pagamentos e indemnizações
- A Médis cobra aos SAMS de cada um dos sindicatos signatários os valores correspondentes às despesas com a prestação dos seguintes benefícios:
a) acesso às entidades convencionadas da rede Médis;
b) aviamento de medicamentos no âmbito do acordo existente entre a Médis e as associações de farmácias;
c) atribuição de prestações indemnizatórias referentes a serviços prestados por entidades não convencionadas com a Médis.

E ainda:
- Os SAMS pagam também à Médis o valor resultante da aplicação das taxas a seguir indicadas, a título de prémio de seguro de assistência;
8% - no pagamento a entidades convencionadas da rede Médis em consultas, meios auxiliares de diagnóstico e tratamentos;
10% - no pagamento a entidades convencionadas da rede Médis por outros serviços;
6% - no pagamento de prestações indemnizatórias pela prestação de serviços por parte de prestadores não convencionados com a Médis.

A necessidade de prestar estes esclarecimentos resulta do desconhecimento de um significativo número de colaboradores do grupo BCP no que respeita à assunção do pagamento de todas as despesas efetuadas no âmbito do protocolo por parte dos SAMS, às quais acrescem ainda as taxas acima referidas.


O Conselho de Gerência

     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN