Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe
 
Bancos intervencionados cortam crédito às empresas…

Três das quatro entidades que recorreram a fundos públicos reduziram mais o crédito às empresas do que a média do setor nacional. Assim, os bancos agravam mais a recessão, não permitindo o estímulo do crédito à economia. Isto depois de as entidades que receberam dinheiro público para se recapitalizarem terem cortado em 5,9 mil milhões de euros no crédito às empresas em Portugal, um montante equivalente a 3,6% do PIB. Estes números são referentes a 2012, de acordo com os dados mais recentes fornecidos pelos bancos recentemente intervencionados pelo Estado. O Governo tenta “forçar” a concessão de crédito às empresas que foram suportadas por fundos públicos, mas não parece que esteja a surtir efeito. Os bancos que receberam fundos estatais representam mais de 60% dos empréstimos concedidos às empresas portuguesas, pelo que as políticas de concessão de crédito definidas por estas entidades são essenciais para se assistir ou não a uma recuperação do financiamento à economia.

… mas cresce desemprego juvenil
A Europa encara um sério e grave problema. O flagelo do desemprego juvenil não para de crescer. Quase um quarto dos jovens com menos de 25 anos não tem emprego. A França e a Alemanha já anunciaram um programa de 6 mil milhões de euros. Ainda assim, os jovens qualificados reúnem mais hipóteses de obtenção de emprego.


João Abreu Pires

     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN