Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe
 
Revolução dos cravos

Floresceram
cravos em Abril
eram imensos
mais de mil,
nas espingardas
dos soldados camaradas.
O povo emocionado
sem saudade do passado
aplaudia, em romaria
gritando:
O povo unido
jamais será vencido.
Nascia a Revolução
com uma canção,
«Grândola Vila Morena
terra da fraternidade...»
e a gente serena
em coro dizia:
Morte à ditadura
viva a liberdade.

P.S.: Por vezes, um belo sorriso vale mais que um orgasmo.

Raul Fernando Teixeira de Sousa

     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN