Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe
 
Grupo de Teatro Infantil do SBN brilha com “A Princesa dos Pés Pretos”

“O teatro, que nada pode para corrigir os costumes, muito pode para mudá-los.”
(Jean-Jacques Rousseau)

O Grupo de Teatro Infantil do SBN, constituído por filhos de associados e colaboradores com mais de 6 anos, apresentou no passado dia 18 de novembro, no auditório da Junta de Freguesia de Esmoriz, a peça “A Princesa dos Pés Pretos”, com texto de José Vaz e encenação do associado do SBN, Francisco Santos.

O espetáculo traduziu se num significativo êxito, dado que as duas centenas de espectadores não regatearam aplausos aos jovens artistas. Acrescente-se que o grupo foi um dos convidados para se apresentar no 13º Festival de Teatro de Esmoriz, o que, só por si, representa um justo reconhecimento pela qualidade do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido. Francisco Santos refere que, “ao escolhermos “A Princesa dos Pés Pretos”, acolhemos e acarinhámos o propósito de José Vaz, que partilhamos na íntegra.

Assim, com os devidos agradecimentos ao autor, vimos a público com esta peça, interpretada bem ao jeito do Grupo de Teatro Infantil do SBN, transmitir alegria, cor, fantasia, mas, neste contexto, deixar as mensagens pertinentes do alerta para a poluição e suas consequências, tão nefastas para o ser humano. Os atos, conscientes ou inconscientes ou inconscientes no nosso dia-a-dia, prejudiciais à natureza, são, de imediato ou a posteriori, refletidos em nós ou, o que nos dói mais, aos nossos filhos.

Que exemplos, que herança, que cultura ambiental e que condições de sobrevivência lhes deixamos? Não acreditamos na condição egoísta do ser humano, mas sim na sua falta de sensibilização. Daí a nossa teimosia, o nosso esforço, o nosso empenho.” Sublinhe-se, entretanto, que o grupo tem já um longo historial, embora sob outra denominação, tendo apresentado as peças “Pequeno Retábulo de D. Cristóvão”, de Federico Garcia Lorca; “O Farruncha”, de Jaime Gralheiro; “O Assassino de Macário”, de Camilo Castelo Branco; “A História do Soldado”, de Stravinsk e Ramuz; “Amparo de Mãe”, de Jorge de Sena; “A Sombra da Ravina”, de Synge”; “O Papão e o Sonho”, de Jorge Letria”; “O Julgamento da Poluição”, “A Lenda de Salomão” e “O Leão e o Grilo”, de Fernando Peixoto”.

     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN