Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe
 
In Memoriam

Dr. Carlos Joaquim de Pinho Grijó | 01.03.1928 - 28.10.2011

Quando, numa manhã de julho deste ano de 2011, tocou o telefone e ouvi a sua voz fiquei bastante surpreso e contente. Surpreso porque já há muito tempo (e muito por culpa minha) que não o via. Contente porque era sempre com amizade e satisfação que o ouvia. Confesso que não notei grande alteração no seu tom firme de voz, nem desânimo ou tristeza com que me informou que se encontrava doente. Alguns pormenores da doença levaram-me a um prognóstico pouco ou nada favorável. Fiquei de ir visitá-lo. Não fui. Fui-me penalizando ao longo dos dias em que ia adiando a visita. Comodismo da minha parte? Nem pensar. Cobardia pelo enfrentar da realidade e pela falta de palavras, que a mim, a par do conhecimento médico, pudessem mitigar o sofrimento e abrir mais uma porta de esperança ? Talvez.

A verdade é que não o fiz. E quando o fiz não foi uma visita mas sim uma despedida. E nessa altura passa rapidamente o filme de toda uma relação de anos, em que juntos trabalhamos em prol da Instituição que servimos.

O Dr. Carlos Grijó poderá ser um nome desconhecido para alguns, sobretudo para os mais novos. Mas para a grande maioria dos beneficiários do SAMS foi o pediatra que assistiu e tratou pais e filhos. E fê-lo com todo o seu conhecimento, toda a sua grande experiência, toda a sua disponibilidade, simpatia e humanismo. Tinha sempre a sua consulta ocupada mas não dizia “não”, a qualquer pai ou mãe que lhe dissesse que o seu filho/a estava doente. E fazia-o com a simplicidade e com a boa vontade de quem é Médico - com M maiúsculo - para servir os outros.

Trabalhamos juntos muitos e muitos anos na Direção Clínica do SAMS: ele como Diretor Clínico e eu como Subdiretor. Procurou sempre o equilíbrio entre os Médicos e a Instituição de forma a que situações que poderiam tornar-se mais difíceis de resolver acabassem em consenso de ambas as partes com serenidade e sem ressentimentos. Todos os pareceres dados, todas as atitudes e posições acabavam sempre na tolerância, na compreensão e com seriedade. Dotado de sólidos princípios morais deixa um vazio em muitos de nós que só o seu exemplo e lembrança poderão mitigar.

"Mortos não são os que descansam em paz na terra fria.
Mortos são os que são vivos e são mortos todavia."

(Poeta Espanhol)

Descanse em Paz


Luís Aguiar

     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN