Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe
 
O verão

O verão chega, os dias são imensos,
Prenhes de luz, as noites estreladas.
Turíbulos queimam mirras e incensos,
Lançando perfume às tardes esvaziadas.

Os rios secam nos seus leitos duros,
O calor aperta e murcham as flores.
A uva e os frutos caem de maduros
E na lassidão dissipam-se as dores.

Os corpos suados de encantamento
Estão mergulhados no contentamento,
Do lazer sonhado com sofreguidão.

Há festas, foguetes, tudo é harmonia,
Noites há que valem por si todo um dia,
Tendo mais calor e mais sedução.


Adelino Costa Amaro

     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN