Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe
 
Comissão Permanente aprova Relatório e Contas referentes a um ano de grande perturbação laboral

“Não será demais lembrar que o ano a que se refere o presente Relatório foi de grande perturbação laboral, particularmente no que ao sector bancário diz respeito” – assim começa a Direcção o documento introdutório aprovado pela Comissão Permanente do Conselho Geral no passado dia 31 de Março.

Com efeito, em 2010 os sindicatos foram confrontados com o não pagamento do acordo subscrito com a Associação Portuguesa de Bancos, relativamente à actualização salarial no BPN, e à redução de remunerações impostas pelo Orçamento de Estado, que atingiu os trabalhadores da CGD, do BPN, do BdP e do IFAP, e que exigiu que o SBN, em conjunto com os seus congéneres, desencadeasse acções extraordinárias, no sentido de exigir o cumprimento dos acordos assinados.

Foi, ainda, o ano em que os trabalhadores da Credibom enfrentaram um processo de despedimento colectivo, que a intervenção do SBN e dos seus congéneres evitou que fosse concretizado à margem da lei e dos acordos existentes no sector, com o acompanhamento do nosso Contencioso.

Mas foi também o ano da fusão do Totta IFIC no Santander Totta, processo que exigiu o acompanhamento dos serviços de Contencioso na transição e no enquadramento daqueles trabalhadores, no respeito pelas convenções existentes no sector. Foi, por outro lado, o ano da assinatura do acordo tripartido que permitiu a integração dos cerca de 40 mil bancários no activo, inscritos na Cafeb e admitidos antes de 3 de Março de 2009.

Por outro lado, no âmbito do plano da Direcção dói ainda concretizado o objectivo de continuar a reduzir os gastos em todos os centros de custos existentes no SBN – atente-se ao caso do Centro de Férias de Quinta de Pais, agora alvo de um processo de exploração dos respectivos espaços, que até então consumia cerca de 70 mil euros anuais do orçamento do sindicato.

Entretanto, a Direcção salienta ainda a intervenção realizada nas instalações da Comissão Sindical de Reformados, de forma a permitir que um maior número de colegas pudesse ter passado a usufruir daqueles espaços. No domínio da saúde, a Direcção salienta o alargamento das convenções com as entidades clínicas, proporcionando uma maior cobertura de serviços nas várias regiões, bem como a introdução de novos meios auxiliares de diagnóstico no posto clínico de S. Brás.

Facto também de assinalável relevância foi a extensão do atendimento nas urgências a algumas entidades com quem o SAMS já tinha acordos, mas agora sem que os beneficiários tenham de dispor, de imediato, de qualquer pagamento, que é feito a posteriori e pelo montante correspondente aos encargos dos utentes.

     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN