Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe
 
Macedo de Cavaleiros

O nome de Macedo de Cavaleiros tem a ver com a designa- ção de terra fértil para maçãs, em português medieval “macedo”, e à acção notável de Martim Gonçalves de Macedo, cavaleiro que salvou da morte D. João, Mestre de Avis, na Batalha de Aljubarrota, em 14 de Agosto de 1385. O actual concelho de Macedo de Cavaleiros foi criado em 1853. Dez anos depois, a aldeia de Macedo, que já no tempo de D. João V passara a ser reguengo real, recebe o título de vila e em 1999, o de cidade.

Macedo de Cavaleiros é, assim, um concelho com pouco mais de 150 anos de existência, que se estende por uma área de 699,3 km 2 , composto por 38 freguesias que agrupam 67 localidades. A ruralidade é uma marca identitária de Macedo de Cavaleiros, sendo que 21% dos activos do concelho encontram na agricultura e na pecuária o seu sustento.

O território concelhio tem uma altitude média de 600 a 700 metros, tendo a norte a Serra de Nogueira, ao centro a de Ala e a do Cubo, a sul a Serra de Bornes e, a Este, o Monte de Morais. As condições climáticas e a fertilidade do solo fazem do concelho um bom produtor de excelentes vinhos, cereais, carne de bovino, ovino e caprino, azeite e castanha.

Uma vasta área do concelho integra a Rede Natura 2000, com a particularidade única em Portugal do Maciço de Morais, o “umbigo do mundo”, na gíria dos geólogos, a criar um ecossistema extraordinário com plantas raras. O progresso de Macedo foi feito, ao longo do século XX, com a imigração de gente que para ali foi atraída pelo caminho-de-ferro e com o facto de ser a encruzilhada das vias de circulação do Nordeste de Portugal.

     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN