Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe
 
UGT-Porto apresenta plano de formação

Com a mesa constituída pelo presidente da Mesa do Congresso e do Conselho Geral, Firmino Marques, por Lucinda Dâmaso e Carlos Alberto Guimarães, o Conselho Geral da UGT-Porto aprovou o Plano de Acção e o Orçamento para o ano de 2011.

Coube ao presidente da UGT-Porto, João Dias da Silva, fazer a apresentação do Plano e Orçamento para 2011, tendo informado que o secretário executivo já está em plenas funções e que o pólo de atendimento está à disposição dos sindicatos. Informou ainda que a UGT-Porto já tem um site que pode ser visitado por todos.

Finalmente, João Dias da Silva fez ao conselho uma resenha do que foi a actividade da UGT-Porto durante o primeiro ano de vida que se comemorou no passado dia 8 de Novembro.

Entretanto, em separado pode ser consultado o plano de formação profissional que UGT-Porto coloca à disposição de todos os associados dos seus sindicatos, bem como aos desempregados do Distrito do Porto.

Proposta de acções de formação modular para 2011
Nota justificativa

A presente proposta, no actual enquadramento da UGT-Porto, representa um passo no esforço maior e necessário para que a União ocupe no distrito um espaço de intervenção próprio na área da formação, em cooperação com todos os seus sindicatos, potenciando assim áreas de intervenção comum e desenvolvendo iniciativas próprias no sentido de assegurar a coerência e a articulação necessárias. A oferta formativa é uma dessas áreas.

Assim, no âmbito da organização da formação do CEFOSAP e sem prejuízo da referida articulação e sinergias com a oferta formativa dos sindicatos e do CEFOSAP, a UGT-Porto apresenta uma proposta para realizar ao longo do ano um conjunto de acções de formação.

Como qualquer proposta, trata-se tão só de iniciar o caminho para se chegar a um objectivo, A proposta segue o modelo da qualificação profissional organizada por unidades de formação de curta duração (UFCD) a partir da eleição de um referencial de formação – Técnico(a) de Relações Laborais –, por ser aquele que, à partida, melhor combina o quadro de actuação da UGT-Porto e dos seus sindicatos com a natureza transversal e a diversificada das acções e dos seus destinatários.

Mas a proposta assume, também, a ambição e o risco, aliás sempre inerente a qualquer oferta formativa, de procurar inovar em domínios menos explorados. Assim, a escolha das UFCD obedeceu a cinco eixos temáticos fundamentais, de entre as unidades modulares em vigor no Catálogo Nacional de Qualificações (CNQ):

  1. O direito do trabalho segundo a perspectiva nacional e internacional;
  2. A contratação colectiva;
  3. A segurança, higiene e saúde no trabalho segundo a perspectiva legal e do risco;
  4. As línguas estrangeiras;
  5. O sindicalismo.

Optou-se por abrir as acções de formação a todo o público, correspondendo, aliás, à matriz de cada formação no CNQ, ainda que numa ou noutra acção o público-alvo a que se destina sejam os dirigentes e delegados sindicais.

Optou-se ainda por não indicar as datas de início e de fim, mas apenas o mês. Por não ter a UGT-Porto instalações próprias para o efeito, o local da realização das acções é nas instalações do CEFOSAP no Porto.

Proposta de Acções de Formação Modular da UGT-Porto para 2011
Unidades de Formação de Curta Duração (UFCD)

Direitos e normas internacionais do trabalho e carta dos direitos sociais
Carga Horária: 50 horas - Nível: III

Direito do trabalho – evolução histórica e situação actual
Carga Horária: 25 horas - Nível: III

Legislação laboral – contrato de trabalho/direitos individuais
Carga Horária: 50 horas - Nível: III

Direitos colectivos e relações colectivas de trabalho
Carga Horária: 50 horas - Nível: III

Importância, objectivos e fundamentos da segurança, higiene e saúde no trabalho
Carga Horária: 25 horas - Nível: III

Segurança, higiene e saúde no trabalho – identificação, avaliação e prevenção dos riscos de trabalho
Carga Horária: 25 horas - Nível: III

Língua Inglesa – relações laborais – iniciação
Carga Horária: 50 horas - Nível: III

Língua Espanhola – relações laborais – iniciação
Carga Horária: 50 horas - Nível: III

Legislação e organização da segurança, higiene e saúde no trabalho nas empresas
Carga Horária: 50 horas - Nível: III

História do movimento sindical – nacional e internacional
Carga Horária: 25 horas - Nível: III

     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN