Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe
 
UGT-Porto confirma níveis incomparáveis de adesão à greve geral

Perante os números de que dispunha à hora de encerramento desta edição da Nortada, com origem nos mais variados sectores de actividade, a UGT-Porto sublinhou a dimensão da greve geral como a expressão adequada da indignação dos trabalhadores do distrito em relação a medidas injustas, inadequadas e apressadamente determinadas pelo Governo para combater a crise económica e financeira.

Os sindicatos da UGT-Porto afirmaram que a greve e a sua dimensão devem servir para que o Governo corrija as suas políticas e que passe a assumir uma disponibilidade diferente para a negociação, no sentido da determinação de políticas justas e equilibradas que tenham em vista o crescimento e o desenvolvimento, para que se proteja o emprego e se combata o desemprego. E referiram que a adesão à greve geral assumiu proporções nunca vistas na nossa sociedade, o que significa que a respectiva convocação correspondeu ao nível de contestação a medidas que são profundamente desajustadas.

O sector dos transportes, por exemplo, demonstrou uma claríssima adesão, com a paragem da quase totalidade dos serviços. A nível dos correios, no distrito, a adesão atingiu os 70%. No sector da energia, a percentagem foi idêntica. Em termos de saúde, a percentagem atingiu os 95%, com vários centros de saúde encerrados e com hospitais a trabalhar apenas com serviços mínimos nas urgências, nos cuidados intensivos e nas enfermarias. Os blocos operatórios permaneceram encerrados e não houve consultas externas.

Centenas de escolas encerraram, com níveis elevados de adesão, quer de docentes quer de trabalhadores não docentes, o que permite concluir que nesta área foi a maior greve de sempre. Os sindicatos da UGT-Porto saudaram todos os trabalhadores, na convicção de que o Governo tem de retirar consequências dos níveis nunca antes alcançados em termos de greve geral no nosso país. Exigiram, por isso, novas políticas de crescimento, de desenvolvimento e de emprego.

     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN