Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe
 
Breves

Portugal entre os que mais consomem energia a partir de fontes renováveis na UE
Segundo um estudo do Eurostat apresentado em Bruxelas, Portugal foi um dos Estados-membros da União Europeia que utilizou uma maior percentagem de fontes renováveis no consumo final de energia em 2008, que representou 10,3% do consumo final bruto de energia nos 27 países – uma evolução de 9,7% relativamente a 2007. Os maiores aumentos registaram-se na Suécia (44,4%), Finlândia (30,5%), Letónia (29,9%), Áustria (28,5%) e Portugal (23,2%).

Ministros debateram PEC e resistência dos bancos à crise
Os ministros das Finanças europeus reuniram-se em Bruxelas para um debate sobre a revisão do Pacto de Estabilidade e Crescimento, de forma a evitar no futuro crises orçamentais. Os ministros começaram por realizar um debate informal sobre a forma como vão ser organizados os testes de resistência aos bancos europeus. Finalmente, concordaram que Portugal tomou as medidas suficientes para reduzir o défice orçamental para menos de 3 por cento do PIB até 2013.

Crédito à habitação: banca cobra “spreads” próximos da taxa máxima
Numa altura de maiores dificuldades no acesso ao crédito por parte da banca nacional, os maiores bancos estão a cobrar “spreads” muito próximos das taxas máximas. Em média, os “spreads” estão já acima dos 2% nos contratos de crédito à habitação, superando mesmo, em alguns casos, os 4%.

Actividade económica em recuperação
Um relatório do Banco de Portugal mostra que a actividade económica portuguesa teve em Junho uma evolução positiva, o que acontece pelo sexto mês consecutivo. O indicador coincidente mensal para a evolução homóloga tendencial da actividade económica aumentou 1,5% face a igual período de 2009.

Avaliação do Código Contributivo
A UGT mostrou-se disponível para negociar o adiamento do aumento das contribuições relativas aos contratados a prazo. Em causa está uma das medidas emblemáticas do diploma que sistematiza todas as taxas a pagar à Segurança Social. O novo código – que deveria ter entrado em vigor no início deste ano mas que foi adiado pela oposição para 2011 – prevê a subida das contribuições pagas pelas empresas em três pontos percentuais no caso dos contratados a prazo (para 26,75%) e a correspondente redução em um ponto no caso dos trabalhadores que estão no quadro (para 22,75%).

Desemprego em Portugal entre os maiores da OCDE
Apesar de o desemprego ter registado uma redução conjunta nos países da OCDE, em Portugal acelerou para 10,9%. Segundo o relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico, existem apenas três países com uma taxa de desemprego superior à portuguesa: Irlanda (13,3%), Eslováquia (14,8%) e Espanha (19,9%).

Mais de metade dos jovens têm trabalho precário
Dos jovens europeus até 24 anos que têm emprego, mais de metade trabalha sob condições precárias. O cálculo pertence à OCDE, para quem a recuperação económica não será suficientemente forte para que o desemprego regresse rapidamente a níveis anteriores à crise. A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico, no relatório anual sobre mercado de emprego, diz que Portugal é o quarto país onde a precariedade mais atinge os jovens, sendo ultrapassado só pela Espanha, Alemanha e Polónia.

Subida da idade da reforma ou fundos privados de pensões?
A Comissão Europeia vai lançar um alarme público sobre a falta de sustentabilidade dos sistemas de pensões, mas prefere apelar a fórmulas que se traduzam num aumento da idade de reforma do que recomendar passos para a privatização do sistema, tendo em conta o fracasso de muitos esquemas privados nos últimos anos.

     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN