Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe
 
Palavras para quê? Presidente do BPI quer regime salarial menos rígido

Falando num fórum sobre a banca, promovido pelo “Diário Económico”, o presidente executivo do BPI, Fernando Ulrich, defendeu um novo ACT para os novos bancários, dizendo que o actual – pela carga horária que implica (35 horas semanais), os benefícios sociais e os automatismos salariais que prevê – faz com que os custos de trabalho suportados pelos bancos sejam mais elevados do que a generalidade das empresas.

Apesar de o sector bancário ser indiscutivelmente o mais lucrativo em Portugal e de os salários do sector se encontrarem a anos-luz dos seus congéneres europeus, porque será que não ficamos surpreendidos com tamanha atoarda… Isto, quando assistimos diariamente ao incumprimento da regulamentação colectiva por parte das entidades patronais do sector, para quem os trabalhadores – com laivos de esclavagismo – não passam, com raras excepções, de peças de uma engrenagem que apenas deverá funcionar em benefício dos seus administradores e accionistas.

Queixa-se o senhor Ulrich de uma carga horária desajustada. Provavelmente, o presidente do BPI desconhecerá a carga horária da banca em toda a Europa, onde os patrões são os mesmos que em Portugal. Provavelmente, o senhor administrador desconhece o trabalho extraordinário não remunerado a que a sua instituição – tal como as restantes a actuar em Portugal, diga-se – obriga os colaboradores.

Provavelmente, o senhor presidente desconhece que, hoje, grande parte dos valores auferidos pelos trabalhadores bancários é exterior ao ACT, dependendo da exclusiva vontade do empregador – que disso se serve para “escravizar” os seus colaboradores a quem impede uma vida social e familiar digna.

Provavelmente, o senhor administrador quer aproveitar-se do desconhecimento dos portugueses sobre os vencimentos no sector, que foram já, de facto, dos mais elevados do país, mas que hoje se colocam abaixo da média nacional.

Provavelmente, o senhor presidente quer fazer crer que o vencimento dos bancários se pode aferir pelo seu. Será tudo isto para justificar uma proposta salarial de 0,9%? Palavras para quê?


Firmino Marques

 

     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN