Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe
 
Observatório da crise financeira

A UNI Finanças apelou às instituições financeiras, aos bancos centrais, aos governos e aos investidores para que colaborem, com o fim de estabilizar o sistema financeiro e assegurar que os cidadãos, dentro e fora do sector, não saiam a perder. Na resposta à crise, a segurança do emprego e o sustento dos empregados do sector financeiro são de suma importância.

A crise não somente tem atingido os mercados financeiros, mas tem afectado também a economia real através de todo o mundo. O modelo de negócios de numerosos investidores, empresas e directores baseado no curto prazo e na expectativa de benefícios sustentados no preço das acções, fracassou.

Na Europa e na América do Norte prevê-se a perda de 200 mil empregos, somente no sector financeiro. É indispensável reestruturar o sistema financeiro do mundo – que está fora de controlo. Os reguladores têm que sincronizar-se com a inovação financeira e pôr activamente termo aos fracassos do mercado.

Os investidores, especialmente os fundos de pensões, mas também as instituições financeiras, têm que estar à altura da obrigação fiduciária de não arriscar a existência por causar especulação. Deve garantir-se a transparência no desenho do produto e no funcionamento do mercado. Os sistemas de remuneração devem desencorajar e não activar a tomada de risco.

 

     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN