Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe
 
O grito

Grita o vento desvairado
Numa noite de luar
Vem também acompanhado
Pela maresia do mar

O grito às vezes não sai
Fica preso na garganta
Outras vezes longe vai
Toda a gente o grito espanta

Também grita o coração
Com vontade de chorar
E também grita a paixão
Se não tem a quem se dar

E também grita a saudade
No nosso peito apertada
Grita o velho à mocidade
Que partiu sem dizer nada

Um grito pode ser dor
Ou chamamento de alguém
Pode ser brado ou clamor
Contentamento também.


Raul de Sousa

 

     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN