Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe Novembro 2020 a Fevereiro 2021
 
Regime de teletrabalho

CENTRO MILLENNIUM E PRESTIGE DIRETO


O Sindicato dos Trabalhadores do Setor Financeiro de Portugal (SBN) e o Sindicato Nacional dos Quadros e Técnicos Bancários (SNQTB) seguem atenta e interventivamente a aplicação e o cumprimento das obrigações legais das instituições de Crédito, mantendo e recebendo regular contacto com os associados, também para esse efeito.
Nesse âmbito, têm sido abordados por associados e trabalhadores do BCP sobre a não adoção do regime de teletrabalho por parte do BCP, em algumas funções comerciais da rede de retalho.
Têm o entendimento que as funções ali desempenhadas pelos trabalhadores do BCP são absolutamente compatíveis com o regime de teletrabalho e não enquadráveis nos motivos impeditivos da adoção deste regime invocados pelo banco:


QUEBRA RELEVANTE DA EFICIÊNCIA


Não havendo atendimento presencial naqueles locais e o atendimento ao cliente sendo sempre prestado de forma remota, não pode o teletrabalho ser motivo de qualquer quebra de eficiência.


ATENDIMENTO E ACOMPANHAMENTO DE CLIENTES


O atendimento é efetuado exclusivamente de forma telemática, sendo impedida qualquer interação física com os clientes por estes trabalhadores.


ACESSO A RECURSOS TÉCNICOS OU A DOCUMENTOS


Todo o trabalho é ali efetuado com suporte digital, sem circulação física de documentos. Sabendo-se ainda que alguns daqueles centros, nomeadamente no Prestige Direto, se encontram a trabalhar em “espelho”, mais se confirma que nada obsta ao teletrabalho.
Nos termos legais, o regime de trabalho é obrigatório sempre que compatível com as funções desempenhadas. Como é o caso.
O SBN e o SNQTB interpelaram o BCP no sentido de obterem esclarecimentos e informações sobre o assunto, pugnando para que seja aplicado o regime de teletrabalho atualmente previsto por lei.
Os dois sindicatos darão nota dos desenvolvimentos sobre esta matéria.

     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN