Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe Novembro 2020 a Fevereiro 2021
 
“Pinheiro Manso – Residência Sénior” minimiza confinamento

O tempo que atravessamos, fruto da situação pandémica que vivemos, alterou profundamente a vida também dos residentes e dos trabalhadores da "Pinheiro Manso - Residência Sénior" (PMRS), que não passaram incólumes.
Vivendo desde março de 2020 quase em total confinamento, as restrições das visitas de familiares foi uma medida necessária, mas de grande violência para quem ali vive e trabalha.
No sentido de diminuir as consequências de tal situação, foram reforçados os contactos com as famílias através de videochamadas, medida insuficiente, mas capaz de minimizar a separação a que foram obrigados a viver.
Num regresso lento à normalidade, no dia 19 de janeiro para quem assim pretendeu, foi efetuada nas instalações a votação para a Presidência da República, modalidade a que aderiram 25 residentes. Nesse dia, uma equipa liderada pelo presidente da Câmara do Porto, entidade que organizou a recolha dos votos, dirigiu-se a PMRS, tendo sido efetuada a respetiva votação.
Mas, mais importante ainda, em cumprimento do plano nacional de vacinação, no dia 22 de janeiro os residentes e os trabalhadores que assim entenderam receberam a primeira dose da vacina contra o coronavírus, operação dirigida pela Direcção Geral de Saúde e que obteve a adesão da quase totalidade de residentes e trabalhadores.
E, cumprindo os prazos estipulados - 21 dias -, em 12 de fevereiro os residentes e os trabalhadores que tinham recebido a primeira dose da vacina receberam a 2ª dose, situação que permite encarar os tempos que se avizinham com cuidados redobrados, mas com mais alguma serenidade.
Tudo continuará ali a ser feito para que a vida na instituição decorra com a normalidade possível, não regateando esforços no sentido de proporcionar aos residentes o melhor conforto, boa disposição e felicidade.
A PMRS não se alheia da grave situação pandémica que o nosso país e o mundo atravessam e das restrições que essa situação coloca a todos os cidadãos, principalmente aos mais frágeis, quer idosos quer possuidores de enfermidades que lhes retiram defesas necessárias à resistência ao vírus, mas nunca esquece que a saúde e o bem-estar são o melhor bem da humanidade.
A felicidade dos nossos residentes, é a nossa felicidade.

     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN