Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe Março Abril 2019
 
Contratação

A contratação coletiva continua a ser uma das principais preocupações da Direção do Sindicato dos Bancários do Norte, merecendo a melhor atenção e empenhamento nas mais diversas mesas de negociação, no que tem sido acompanhada pelas direções dos atuais parceiros nas negociações, o SNQTB e o SIB.


Apesar dos esforços, argumentação e boa-fé manifestados pelo grupo negociador sindical, nem sempre tem merecido, por parte das ICs, Contratação a esperada aceitação, nem o tratamento democraticamente exigível: abertura negocial.


No entanto, e apesar de todas as contrariedades, foi já conseguido encerrar alguns dossiês, nomeadamente no Montepio Geral.


Para conhecimento e reflexão dos associados do SBN, em anexo transcrevemos as posições até agora assumidas pelas partes, expressas em diversos comunicados conjuntos dos três sindicatos.




Montepio Geral


“Atualização das tabelas salariais e demais cláusulas de expressão pecuniária dos trabalhadores da Caixa Económica Montepio Geral, Montepio Crédito e Montepio Valor


Como temos vindo a informar, decorrem negociações no sentido da atualização das tabelas salariais da Caixa Económica Montepio Geral, Montepio Crédito e Montepio Valor.


Neste âmbito, teve lugar na passada sexta-feira, dia 5 de abril, uma reunião entre a Administração do Montepio e o SBN, o SNQTB, e o SIB, na qual foi acordado e ficou decidido que:


1. No processamento salarial do mês de abril de 2019, a Caixa Económica Montepio Geral, o Montepio Crédito e o Montepio Valor farão a atualização das tabelas salariais e das restantes cláusulas de expressão pecuniária.


2. Esta atualização será retroativa a janeiro de 2018. O SBN, o SNQTB, e o SIB, como sempre, tudo farão para salvaguardar e, se possível, incrementar os direitos e os benefícios dos trabalhadores.”


Tabelas


Níveis de retribuição e outros valores pecuniários


1. Retribuição mínima de ingresso (cláusula 21ª, nº 2): a) Grupos A e B – 874,50€. b) Grupo C – A correspondente à retribuição mínima mensal garantida


2. Tabela de níveis de retribuição de base (cláusula 21ª, nº 3). Tabela 2018


Nível 18 – 2.784,84€; Nível 17 – 2.518,11€; Nível 16 – 2.342,76€;


Nível 15 – 2.158,30€; Nível 14 – 1.969,77€; Nível 13 – 1.787,73€;


Nível 12 – 1.637,14€; Nível 11 – 1.508,06€; Nível 10 – 1.348,86€;


Nível 9 – 1.240,60€; Nível 8 – 1.123,87€; Nível 7 – 1.040,04€;


Nível 6 – 988,30€; Nível 5 – 874,50€; Nível 4 – 759,10€;


Nível 3 – 659,93€; Nível 2 – 600€; Nível 1 – 1.600€


3. Subsídio mensal a trabalhador-estudante (cláusula 62ª, nº 3 e 4): 19,67€. 4. Diuturnidades (cláusula 73ª): 41,73€.”




Crédito Agrícola


"Acordo Coletivo do Grupo Crédito Agrícola


Atualização salarial e revisão do acordo coletivo das Instituições de Crédito Agrícola Mútuo


Os sindicatos SBN, SNQTB, e SIB voltaram a reunir-se com os representantes das instituições subscritoras do ACT das ICAM.


Nesta segunda reunião foi apresentada uma proposta de atualização salarial para os trabalhadores daquelas instituições, já há muito reclamada por estes sindicatos, bem como de uma proposta para revisão do ACT em vigor.


Os sindicatos acima referidos irão analisar as propostas agora recebidas e apresentar a sua contraproposta.


Atualização da tabela salarial


Relativamente à tabela salarial, os sindicatos farão uma contraproposta tanto ao valor dos níveis da tabela salarial e demais cláusulas de expressão pecuniária, como no que diz respeito à data de eficácia da tabela e consequente retroatividade.


Revisão do ACT das Instituições de Crédito Agrícola Mútuo


No que respeita à revisão do ACT, os sindicatos apresentarão uma contraproposta que reflita as preocupações que os seus associados têm expressado e que acompanhe a evolução positiva da economia nacional em geral e do setor financeiro nacional e das instituições subscritoras.


Da evolução deste processo negocial daremos as devidas informações aos nossos associados.”




ACT do setor bancário


“Reunião com a Abanca para o processo de integração do Deutsche Bank of Portugal


Os sindicatos signatários deste comunicado estiveram hoje (dia 12 de abril) reunidos, em Lisboa, com a diretora de Recursos Humanos da Abanca e respetiva assessoria jurídica, tendo debatido o processo de integração do Deutsche Bank, que se encontra em curso.


Dessa reunião e da informação partilhada, resultou o seguinte:


A ABANCA tem 49 trabalhadores em Portugal. Serão integrados 334 trabalhadores do Deutsche Bank, em resultado da aquisição da rede de Particulares e Banca Privada dessa instituição.


O Deutsche Bank manter-se-á em Portugal, com uma estrutura de 40 trabalhadores, vocacionada para a banca corporativa.


A data estimada para a efetivação final da aquisição e integração será 9 junho de 2019.


A ABANCA tem como objetivo a plena integração de todos os trabalhadores no projeto que desenvolve em Portugal, apostando na estabilidade laboral e no respeito pelos direitos dos trabalhadores e na sua realização profissional.


A esse propósito, foi comunicado que iriam conjugar os direitos e benefícios vigentes na ABANCA e no Deutsche Bank, com vista a que os trabalhadores possam usufruir transversalmente das vantagens existentes em ambas as instituições.


Nessa medida, além dos direitos e benefícios laborais previstos nesse acordo coletivo, os trabalhadores do Deutsche Bank terão assim acesso ao SAMS.


A ABANCA suportará as contribuições para o SAMS a cargo do empregador e do trabalhador.


Foi ainda mencionado que a ABANCA considera que não existirá sobreposição de funções ou postos de trabalho, até pelas diferenças de negócio entre as duas instituições, pelo que não está prevista qualquer restruturação que resulte na dispensa de trabalhadores.


A ABANCA comunicou que se encontra a elaborar um conjunto de informações sobre este processo de integração, que divulgará oportunamente aos trabalhadores e que dará conhecimento aos sindicatos.


Os sindicatos continuarão a acompanhar este processo de integração, a dialogar com a ABANCA e a obter a informação que em cada momento se mostre relevante, do que darão a devida nota aos seus associados.


A atuação concertada destes sindicatos continua assim a ser dinamizada, incrementada e reforçada, com intervenção junto de todas as instituições do setor bancário, em benefício dos trabalhadores bancários, que os 3 sindicatos representam a nível nacional.”

     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN