Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe Novembro e Dezembro 2018
 
49ª caminhada: Pelo noroeste de Espanha

No dia 29 de setembro foi realizada a 49ª caminhada “Põe-te a andar, pela tua saúde ”, que levou os participantes até ao nordeste de Espanha, mais concretamente à vila vinícola do Rosal, município da província de Pontevedra, região da Galiza.

Houve um tempo, num passado não muito distante, que ir à Galiza era uma excitação: um outro país, controlo de fronteira, horas perdidas na estrada nacional e claro, do outro lado, em Tui, bacalhau, brinquedos, chocolates e caramelos. Um pouco mais longe, passando a publicidade, o El Corte Inglés, em Vigo

Hoje chega-se a Espanha rapidamente e nem parece que se passa de um a outro país, dada a semelhança da paisagem, dos costumes e da língua. Afinal, como diz o nosso Teixeira de Pascoaes, “... a Galiza é um bocado de Portugal sob as patas do leão de Castela”.

Esta jornada de internacionalização começou bem cedo e levou os participantes até às margens do Rio Minho, à belíssima e surpreendente Vila Nova de Cerveira, onde foram recebidos pelo Rei Cervo, escultura de José Rodrigues, lá no cimo do Alto do Crasto. Seguiu-se a degustação dos famosos e saborosos “cerveirenses”, como pequeno-almoço, após o que a comitiva se dirigiu finalmente para a localidade de O Rosal.

Aí começou a caminhada, no surpreendente e único conjunto de 67 moinhos do Folón e do Picón, dispostos em cascata, na ladeira do Monte Campo do Couto, do qual se pode contemplar todo o vale do Rosal, a desembocadura do rio Minho e o Monte de Santa Tecla.

Estas edificações de pedra, construídas na encosta junto ao rio, já mencionadas em documentos do século XVII, constituem um rico património etnográfico da comarca do Rosal, declaradas “bens de interesse cultural” pela Junta da Galiza, que (quase) todos os participantes no périplo galego puderem apreciar e percorrer por um trilho de dificuldade reduzida. Depois do almoço, bem em frente ao oceano, surge o complexo residencial “O Peñasco”, lugar bem referenciado pelos peregrinos a Compostela, que levou os participantes até Baiona, uma das cidades históricas da província de Pontevedra, com grande apelo turístico, particularmente no verão, e onde, logo à entrada, puderam subir à famosa “Virgen de la Roca” e aí apreciar uma vista de tirar a respiração.

Ainda na Cidade de Baiona, foi agradável percorrer o passeio marítimo e os belos e surpreendentes quatro quilómetros da zona pedestre que rodeia toda a fortaleza e o centro histórico que, à semelhança das cidades e vilas do Minho, está pejado de casas de granito, templos e igrejas seculares, cruzeiros e fontes nas praças, ruas estreitas de pedra Tudo isso gera um conjunto histórico dos mais harmoniosos e bem cuidados da Galiza. Para além disso, o feliz acaso de se estarem a celebrar os 525 anos da chegada das Américas da caravela Pinta, de Cristóvão Colombo, cuja réplica espreita da baía, aumentou a animação, que já era grande, junto à imponente Fortaleza de Monte Real.

O dia ficou completo com a boa “caña con pinchito”, para além de tapas, “mejillones” e calamares regados pela Estrella Galicia.

     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN