Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe Setembro e Outubro 2018
 
Tribunal dá razão aos sindicatos no cálculo das reformas

Nas ações transitadas em julgado, o Supremo Tribunal de Justiça reconheceu a tese dos sindicatos da Febase. A federação já instou os bancos a respeitarem o princípio da proporcionalidade direta no cálculo das pensões de reforma de quem descontou para a Segurança Social.

Algumas instituições de crédito (IC) têm estado a proceder erradamente ao cálculo da pensão de reforma da Segurança Social, no caso dos trabalhadores que prestaram serviço fora do setor bancário ou que descontaram, alternadamente, para o regime geral. Face a esta situação, os sindicatos da Febase recorreram aos tribunais, para que a legalidade fosse reposta. Na sequência dos processos judiciais interpostos pelos sindicatos a nível nacional, foi reconhecido pelo Supremo Tribunal de Justiça o princípio da proporcionalidade direta (ou da regra de três simples) no pagamento dessas reformas. Assim, para a Febase impõe-se uma revisão da metodologia do pagamento da reforma, aplicando-se a tese que mereceu aprovação pelo Supremo Tribunal de Justiça e que já transitou em julgado. Considerando não haver nenhum motivo atendível para os bancos continuarem a pagar aos trabalhadores naquelas situações a mensalidade de reforma deduzindo-lhe um valor consideravelmente superior ao que resulta da aplicação da proporcionalidade direta, os sindicatos da Febase contactaram as IC, reclamando a correta aplicação da fórmula conforme decisão judicial.

     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN