Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe Março e Abril 2018
 
A Língua materna - a nossa Pátria comum

A Língua materna é a nossa Pátria comum.
Ela une-nos mais do que outra coisa no mundo. As barreiras são ultrapassadas, quando nos expressamos na mesma língua.
Contudo, nem sempre é assim. Já ouvimos ou dissemos que ‘mais lhe valia ter a boca fechada, que dela não tinha saído tanta asneira’. Mas, também, se usam verbos em troca de outros, empregando-os mal. Por exemplo, o uso errado dos verbos gostar e adorar. Por tudo e por nada usa-se “adorar” por “gostar”, num exagero da verdade e de sentimentos.
Assim, seria muito mais correto dizer-se: gosto de um bom prato de peixe; gosto de ver um bom filme; gosto de uma boa companhia, etc., e nunca: adoro um bom prato de peixe; adoro ver um bom filme; adoro uma boa companhia.
É que “gostar” é achar gosto agradável; é sentir prazer em algo; é ter afeição por alguma coisa; é dar-se bem com; é experimentar, gozar; é provar, comer.
Finalmente, “adorar” é prestar culto a; é amar apaixonadamente. Assim, nunca devemos dizer que ‘amamos apaixonadamente’ um bom prato de peixe, em detrimento de prestarmos culto a uma divindade da nossa devoção, como: adoro-Vos, Senhor e Meu Deus.

Por José Amaral

     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN