Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe Fevereiro 2016
 
Em 3 de março, o voto é fundamental… e decisivo

Seja qual for a tendência sindical na qual te revejas, o teu voto na Assembleia Geral do próximo dia 3 de março é absolutamente decisivo para se conseguir obter a tão desejada revisão (parcial) estatutária. Esta revisão foi elaborada por uma comissão de revisão que teve a participação de todas as tendências com assento no Conselho Geral e ora apresentada à Assembleia Geral.

Com efeito, só com ele (o teu voto) e com ela (a revisão em causa) será possível, com a consciência bem clara do momento que vivemos no presente, honrarmos a história, os compromissos e os legados do passado, para que o SBN possa contribuir de forma fundamental para a construção de um futuro que garanta um SAMS nacional para todos os bancários e familiares qualquer que seja o local de residência ou de trabalho, constituindo um sindicato nacional que proporcione a unidade dos bancários em todo o espaço do território nacional.

Todavia, para que tal desiderato seja atingido, é necessário que a matéria preceituada nos atuais estatutos – validação em Assembleia Geral com a participação de 50% mais um do total dos associados – seja substituída por uma maioria de dois terços do Conselho Geral.

Daí, o nosso veemente apelo ao teu voto, sem o que o futuro de todos os associados do SBN e de todos os beneficiários do SAMS poderá ficar em risco!

Já há muito que as instituições de crédito souberam reconhecer a importância e as vantagens da unidade, pelo que falam a uma só voz em matérias decisivas, como seja o caso da negociação coletiva.

É chegado agora o tempo de os sindicatos verticais fazerem face aos ventos da mudança, percebendo que, juntando esforços e vontades nada terão a perder – ao contrário, apenas ganharão sinergias e ficarão mais fortes para afrontar as dificuldades e os desafios que continuarão a ser desencadeados de forma crescente.

No caso concreto do Sindicato dos Bancários do Norte essa é também uma evidência que importa colocar em relevo: os nossos associados – no ativo e na situação de reforma – ganharão massa crítica em tudo quanto constitua situações negociais ou de conflito, ao mesmo tempo que continuarão a ser desenvolvidas, a nível regional e local, na nossa atual área geográfica de influência, as mais diversas ações (culturais, desportivas, recreativas, de lazer…), caraterísticas de um sindicalismo de proximidade.

Com efeito, a alternativa nem sequer é de considerar: um sindicato isolado seria um sindicato a definhar de mês para mês sob todos os pontos de vista, a perder poder negocial e a perder o seu SAMS a breve trecho. Por outras palavras: nada teremos a perder, tudo teremos a ganhar!

NO DIA 3 DE MARÇO, VOTA SIM À REVISÃO PARCIAL ESTATUTÁRIA!

Mário Mourão

     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN