Pesquisa

ok
Home»Nortada»Nortada Detalhe Maio e Junho 2017
 
Novóptica/SBN aumenta volume de negócios e os descontos praticados aos associados

Terminou no mês de abril o segundo mandato de quatro anos da Comissão de Gestão da Novóptica, constituída por Henrique Rêgo e Carlos Nobre, que assumiram a tarefa de remodelar, modernizar e conferir maior visibilidade àquela importante estrutura do SBN, que desde então passou a estar ainda mais ao serviço dos associados e beneficiários. A entrevista realizada com aqueles responsáveis traduz o que foi o percurso efetuado.


P. Findo este período de oito anos, pode dizer-se que os objetivos pensados inicialmente foram atingidos?
R.
Sim, é com agrado que constatamos que as alterações efetuadas na Loja de Óptica têm permitido atingir os objetivos propostos. Nesse sentido, no final de 2016 registámos um volume global de negócios bastante interessante – 1,12 milhões de euros. Sublinhe-se que, desde que procedemos à deslocalização da loja para a face da rua, o volume de vendas tem vindo consecutivamente a aumentar, alcançando em 2016 um crescimento na faturação de cerca de 30%.


P. Havia, portanto, uma estratégia delineada para atingirem tal acrescimento?
R.
Claro, porque este interesse em aumentarmos o volume de negócios revelava-se prioritário, uma vez que só dessa forma poderíamos usufruir de melhores descontos atribuídos pelos fornecedores e, consequentemente, praticar preços ainda mais baixos. Por outro lado, temos vindo a constatar igualmente que tem sido cada vez maior o número de associados que usufruem do período de alargamento do horário de funcionamento da loja – ao sábado, entre as 9 e as 13 horas. Enfim, não podemos deixar de destacar a importância do resultado económico atingido – os resultados líquidos foram positivos em cerca de 240 mil euros. Mas não podemos deixar de sublinhar que para a consecução destes resultados tem sido determinante o contributo empenhado e profissional da equipa composta por seis trabalhadores – entre os quais técnicos qualificados –, cuja disponibilidade e simpatia, para além do saber fazer, têm evidenciado desde o início a forma empenhada como envergam a camisola da Novóptica.


P. Têm sentido uma boa adesão dos associados às vossas propostas?
R.
Sem dúvida, até porque nenhum destes objetivos poderia ter sido atingido se os próprios bancários não tivessem interiorizado a mensagem de que todas estas iniciativas estavam a ser desenvolvidas no seu próprio interesse e para seu benefício. Ou seja, se os associados e beneficiários não tivessem vindo a fazer cada vez mais a opção de adquirir na Novóptica os seus produtos (que, aliás, são de primeiríssima qualidade e que em nada desmerecem do que de melhor existe no mercado), eles próprios também não poderiam agora usufruir de benefícios tão elevados. E eles sabem que aqui encontram uma assistência técnica que não teme confronto com a concorrência, o que permite uma elevadíssima rapidez de resposta. Para além do mais, os nossos fornecedores garantem-nos também proporcionar aos clientes as melhores marcas que o mercado possui – tanto em armações, como em lentes, como em outros produtos – e, apesar disso, com a manutenção de preços sociais, claramente abaixo dos praticados pelas outras lojas da especialidade.


P. Podem concretizar essa afirmação?
R.
É fácil. Os resultados líquidos positivos obtidos pela loja foram investidos em benefício dos associados, nomeadamente aumentando os descontos praticados no exercício de 2016, passando-os de 5% para 7,5%. Assim, durante o ano transato foram concedidos aos associados mais de noventa mil euros em descontos. Neste contexto – face à qualidade que a Novóptica evidencia – é fácil compreender também o aumento das vendas que tem registado junto do público em geral, facto a que não é alheia a visibilidade da exposição da loja, que apresenta sempre o que há de mais moderno e de mais apelativo no mercado.


P. Uma reflexão de fim de mandato…
R.
Queremos registar um sentimento de satisfação e de dever cumprido por esta tarefa que nos foi confiada e da qual tão orgulhosos nos sentimos!...

     
   Imprimir        Voltar        Topo
Copyright © 2007 SBN